Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Saiba a maneira correta de aplicar os testes. A maior deficiência no Brasil é a visual. É o que mostra o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Dos 24,5 milhões de portadores de deficiência, 11,76 milhões são pessoas que têm dificuldade de enxergar. Representam 48% de todos os deficientes do país.

Não é para menos. O brasileiro desconhece os riscos da falta de acompanhamento médico para problemas na visão. Prova disso é que de acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, das 36 mil crianças com idade de 4 a 8 anos que participaram de um projeto realizado pelo hospital, 70% nunca tinham passado por exame de vista.

Outra evidência é uma recente pesquisa realizada pelo Ibope com 2 mil pessoas. O resultado do levantamento revela que um terço da população acima de 16 anos nunca foram ao oftalmologista. Dos que foram 18% só fizeram uma única consulta.

 

De acordo com Queiroz Neto os problemas na visão podem ser congênitos, causados por herança genética ou fatores ambientais como uso intensivo de computador, muita exposição ao sol, hábito de fumar e sedentarismo.

Também podem estar relacionados a deficiências nutricionais, envelhecimento, uso de medicamentos ou doenças crônicas como o diabetes e a hipertensão.

Prevenção

"A maioria das alterações visuais passa despercebida porque acontece lentamente independente da causa", afirma Queiroz Neto. A carta de Snellen e o teste de Amsler disponíveis no site www.penidoburnier.com.br ajudam perceber como cada pessoa está enxergando, mas não substituem o exame oftalmológico. Quem tiver qualquer dificuldade para enxergar deve procurar um oftalmologista antes que seja tarde. Para prevenir, o primeiro passo é fazer os testes visuais em casa.

A carta de Snellen é indicada para checar:

  • Miopia – dificuldade de enxergar à distância
  • Hipermetropia – dificuldade para enxergar de perto.
  • Astigmatismo – visão desfocada de perto e longe.

O especialista diz que o astigmatismo pode surgir só na adolescência, mas a miopia e o astigmatismo geralmente surgem a partir dos 3 anos. É por isso que a partir desta idade crianças devem consultar um oftalmologista todo ano, principalmente se um dos pais usar óculos de grau. As três alterações podem ser corrigidas com óculos, lente de contato ou cirurgia, dependendo da idade e condições clínicas.

A retinopatia diabética entre portadores da doença, ressalta, também pode ser diagnosticada através da carta de Snellen.

Isso porque, a alteração que pode causar cegueira definitiva, também torna a visão embaçada e dificulta a leitura. Nos diabéticos ele diz que a visão não é afetada só pelo nível de glicemia no sangue. Por isso, quem é portador há mais de cinco anos deve consultar um oftalmologista anualmente.

Grávidas com diabetes pré-existente devem redobrar a atenção e testar a visão com uma frequência ainda maior. O ideal é que consultem um oftalmologista a cada três meses. Isso porque, explica, a produção do hormônio, lactogênio placentário bloqueia parte da produção de insulina e eleva o nível de glicemia. Outro risco na gravidez é a retenção de água que facilita a formação de edema na retina, destaca.

A tela de Amsler é indicada para detectar degeneração da mácula, parte central da retina. A doença é a maior causa de cegueira irreversível no mundo e está em crescimento no Brasil por causa do envelhecimento da população. Geralmente aparece a partir dos 65 anos e a incidência aumenta com a idade. Segundo Queiroz Neto pessoas brancas, quem tem olhos claros, casos na família e hipertensão arterial devem fazer exame de fundo de olho anualmente para prevenir a degeneração macular que tem como principal terapia a fotocoagulação a laser.

Como aplicar os testes

  • Faça o teste sentado há 5 metros do monitor
  • Mantenha os óculos ou lentes de contato caso use correção visual.
  • Tampe um dos olhos com a mão em forma de concha.
  • Repita o procedimento no outro olho.
  • Na carta de Snellen, se a acuidade for menor que 08 procure um oftalmologista.
  • No teste de Amsler se o quadro central e os outros ao redor apresentarem tortuosidade, manchas escuras ou alteração no tamanho deve consultar um especialistaç

Outras doenças externas e na parte posterior dos olhos bem como o glaucoma não podem ser testados em casa e devem ter acompanhamento médico logo que surgem. Queiroz Neto destaca que hoje os fatores ambientais como o sedentarismo, tabagismo e uso intensivo do computador podem fazer a diferença para ver o mundo às claras.

Fonte: Portal Bonde

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo