Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O dispositivo de mobilidade robótica TEK permite ao cadeirante ficar de pé (Foto: Reprodução)Não é mais ficção a possibilidade de ter aparatos tecnológicos incorporados ao corpo humano para a realização de determinadas funções. A tecnologia evoluiu o suficiente para proporcionar esperança a pessoas portadoras de deficiência física, oferecendo aparelhos para auxiliar no dia a dia. As tecnologias assistivas (ou seja, aquelas criadas para pessoas com necessidades especiais) não se limitam a próteses supermodernas.

Cadeiras de rodas e aparelhos de locomoção fazem parte das inovações que facilitam a vida de muita gente. Em homenagem ao Dia do Deficiente Físico nesta quinta-feira (11), TechTudo fez uma lista com algumas dessas incríveis tecnologias para você ter uma boa ideia de como elas podem transformar o cotidiano das pessoas com deficiência.

 

Com o chamado dispositivo de mobilidade robótica TEK, o cadeirante consegue também ficar de pé em uma postura correta, alcançando objetos que antes, na cadeira de rodas, não seria capaz. As dimensões reduzidas do dispositivo em relação às da cadeira de rodas favorecem a acessibilidade.
Pé inteligente
A prótese Pie Proprio se aproxima muito de um pé de verdade. Possui tornozelo que se adapta aos desníveis do solo, fazendo com que a pessoa não precise levantar tanto a perna para andar. O pé apresenta diversos níveis de inclinação, sendo possível utilizar calçados com saltos de diferentes alturas.

Subir ou descer escadas, passar por rampas e até pular fica mais fácil com a ajuda dessa prótese de fibra de carbono, que transmite para um computador, via Bluetooth, as informações do usuário, como peso e altura, além das condições de movimentação.
O computador “ensina” as próteses como se comportar em determinadas situações e permite que a pessoa caminhe ou corra com mais naturalidade.
Cadeira de rodas movida a sopro
 Pessoas que perderam todos os movimentos dos membros podem contar com uma cadeira de rodas guiada apenas por movimentos da cabeça e pelo sopro. Virar para os lados, andar e parar são comandos realizados através de diferentes intensidades de sopro ou sucção em um canudo acoplado à cadeira motorizada. O preço de uma pode chegar a R$ 15 mil.

A criatividade dos japoneses e sua aptidão para robótica também estão a serviço da mobilidade. É o que vemos no exoesqueleto HAL (Hybrid Assistive Limb, ou membro de assistência híbrida), um traje robótico capaz de sustentar o peso da pessoa e ajudá-la a se locomover. Ele permite que pessoas com paralisia ou com lesões na medula espinhal possam ficar de pé, andar, subir escadas e até carregar objetos pesados.
Como vimos nesses exemplos, o avanço da tecnologia permite que pessoas com deficiência física sigam suas vidas com mais qualidade.

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo