1. Cisa
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. Quinta, 31 Agosto 2006
  4.  Assinar via e-mail
Boa tarde! Tenho deformidade congênita - luxação dos quadris, mais acentuado o lado esquerdo esquerdo (Cid 10 Q65.1). Como não utilizo nenhum aparelho para locomoção, somente sinto muitas dores e manco, frequentemente sou abordada em filas de bancos ou por seguranças em estacionamentos, que questionam sobre minha real deficiência. Sinto que eles pensam que estou fingindo e fico constrangida com esse tipo de reação. O que faço é carregar comigo um atestado médico, comprovando minha deficiência, mas em alguns casos, as pessoas continuam pensando que estou fingindo e dão a entender que estou mentindo. Acontece o mesmo com vocês? O que mais posso fazer para não passar mais por esse tipo de constrangimento?
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Aposentado Essa é uma situação realmente difícil. As pessoas, de fato, se aproveitam da situação para tirar vantagem. Faz parte da nossa cultura. Penso que seria de grande utilidade termos uma carteira de PNE. Isso simplificaria bastante. Vamos chegar lá. Enquanto isso, temos mesmo que esclarecer o que é deficiência física, pois para a grande parte, trata-se só de cadeirante. É só administrar que conseguiremos sobreviver, se possível com algum humor.
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 1
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Cisa escreveu:
Boa tarde! Tenho deformidade congênita - luxação dos quadris, mais acentuado o lado esquerdo esquerdo (Cid 10 Q65.1). Como não utilizo nenhum aparelho para locomoção, somente sinto muitas dores e manco, frequentemente sou abordada em filas de bancos ou por seguranças em estacionamentos, que questionam sobre minha real deficiência. Sinto que eles pensam que estou fingindo e fico constrangida com esse tipo de reação. O que faço é carregar comigo um atestado médico, comprovando minha deficiência, mas em alguns casos, as pessoas continuam pensando que estou fingindo e dão a entender que estou mentindo. Acontece o mesmo com vocês? O que mais posso fazer para não passar mais por esse tipo de constrangimento?
Sou portador de Distrofia Muscular Cintura (CID 71.0), mas quero perguntar a todos: Afinal quem são os deficientes? Eu acho que são essas pessoas que se acham normais...kkkk
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 2
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Sou portadora de artrite reumatóide juvenil e também passo por isso. Quando isso acontece, costumo sacar da bolsa não só o meu laudo, como a lei 3.298/99 que define deficiência física e mobilidade reduzida - friso bem a mobilidade reduzida. Dou uma aula e ainda digo que realmente precisamos cobrar essa atitude de respeito às vagas.
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 3
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Cisa..Vc ñ deve se preo cupar com o comprovante, massim ser mais rígida no exercíci odos seus direito. Semana passada eu estava no aeroporto na vaga reserva aosdeficiente, então o Pm pedui paraeu tirar o acrro entou lhe comuniqueio que aquela vaga era para as pessoas portadorasde deficiência.... De modo impulsivo o guardapediu paraeu mostar, então falei de forma enérgica pra ele que se ele quisesse eu mostraria munha habilitação e que eu não eraobrigado a comuncaro ao povo acercada minha deficiência. De forma humilde pediu desculpase guardou o bloco de multa e me comunicou que eu poderia ficar lá. Situações semelhantes já passei em estabelecimento bancário, de igual forma fui enégico e, acrecentando que tal atitude configura crime de racismo e é constrangimento ilegal, tendo sempre comunicado ao gerente. Na realidade, todos pensam que deficientes são pessoas mal trapilhas que chegam se arrastando e pessoas ignorantes e pobres, conceito hipócrita..... OBS: minha deficiência é anomalia congênita nos braços e nas mãos. SEMPRE EXIJO OS MEUS DIREITOS E QUANDO COLOCAM EM DÚVIDA MINHA CONDIÇÃO, NÃO MOSTRO MINHA DEFICIÊNCIA E EXIJO ATENDIMENTO DO PRESTEZA. TEMOSQUE ACABAR COM O CONCEITO ESTE CONCEITO ACERCA DE DEFICIENTES.....
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 4
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Não sei se a Cisa irá vizualizar essa minha mensagem, mas em todo caso vale ressaltar que [b:7c23a71f0c]NINGUÉM [/b:7c23a71f0c]está autorizado a questionar ou até mesmo solicitar um laudo médico a não ser o próprio médio. No caso de questionamento somente uma junta médica para poder fazer alguma alteração.Sei que é uma situação muito chata pois tb acontece comigo, por muitas vezes pensam que somente machuquei meu joelho. Tenho uma paralisia do meu lado direito, mas bem discreta, devido a um tiro que tomei dentro de casa e que quebrou minha C6.Enfim, não se sinta incomodada com essa situação, faça valer seu direito e se alguém questionar pergunte em qual faculdade de medicina ela se formou para poder te "examinar" ou "questionar".Atenciosamente,Francisco
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 5
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
um laudo médico referente a sua situação física e o enquadramento na CID que todos os médicos possuem atestam a deficiênccia, caso ele exista. Tudo é baseado na CID-Cadastro Internacional de Doenças (deficiencia nao é doença mas ainda entendem como tal) Até para concurso publico nos editais caso queira competir nas vagas reservadas eles solicitam a CID. Dai com o laudo e a declaração no caso dele considerá-lo uma pessoa com deficiência você poderá sem problemas requerer o que lhe couber como direito abraçosKátia CVI-BH
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 6
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
Boa tarde! Tenho deformidade congênita - luxação dos quadris, mais acentuado o lado esquerdo esquerdo (Cid 10 Q65.1). Como não utilizo nenhum aparelho para locomoção, somente sinto muitas dores e manco, frequentemente sou abordada em filas de bancos ou por seguranças em estacionamentos, que questionam sobre minha real deficiência. Sinto que eles pensam que estou fingindo e fico constrangida com esse tipo de reação. O que faço é carregar comigo um atestado médico, comprovando minha deficiência, mas em alguns casos, as pessoas continuam pensando que estou fingindo e dão a entender que estou mentindo. Acontece o mesmo com vocês? O que mais posso fazer para não passar mais por esse tipo de constrangimento?
NÄO SEI TE INFORMAR SE EXISTE UM COMPROVANTE, MAS GOSTARIA DE LHE FALAR QUE VOCÊ NÄO DEVE FICAR COSTRANGIDA, O IMPORTANTE E SUA CONSCIENCIA. EU SOU AMPUTADO PE ESQUERDO ANDO COM AUXILIO DE MULETAS E NAS FILAS ALGUMAS PESSOAS OOSTUMA QUESTIONAR QUANDO ME E DADO A PREFERÊNCIA.NO ENTANTO EU DARIA TODOS OS BENEFICIOS QUE ADQUIRI POR ME TORNAR UM DEFICIENTE SE PUDESSE TER MEU PE DE VOLTA, EU NAO ME IMPORTARIA DE ESPERAR NA FILA O TEMPO QUE FOSSE.
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Duvidas Recebidas por Email
  3. # 7
  • Página :
  • 1


Não há respostas feitas para essa postagem ainda.
Seja um dos primeiros a responder a esta postagem!
Convidado
Sua Resposta
Você pode inserir enquetes na sua postagem. A enquete irá então aparecer na postagem.
Opções de Voto
Nesta seção você pode fornecer seus detalhes do site aqui e é visível apenas para os moderadores.
Compartilhar Localização

Compartilha a sua localização atual ao postar uma nova pergunta permitem que os visualizadores identifiquem o local onde você está localizado.

Latitude:
Longitude:
Captcha
Para protejer o site de bots e scripts não autorizados, nós solicitamos que você digite os códigos de captcha abaixo antes de publicar a sua pergunta.