1. PcMarcelo
  2. Outros Assuntos
  3. Quinta, 22 Janeiro 2004
  4.  Assinar via e-mail
:wink: A pergunta que eu vou fazer, apesar de estranha tem fundamento. Por que somos rotulados de deficientes? -Pode parecer estranho para quem esta de fora, mas eu era um cidadão produtivo, tinha meu emprego, trabalhava na mesma profissao a mais de 20 anos, tinha uma namorada, tinha uma vida. Depois que comecei a apresentar os sintomas (perda progressiva de movimentos no braço e perna esquerda), fui perdendo uma coisa atras da outra. Mas ainda sou (ou posso ser) produtivo. Nao perdi meu conhecimento sobre o que faço, mas comecei a sentir na pele o que todos referem como deficiente. Descobri que deficiente nao sou eu e nem milhares de outros que estao passando por dificuldades nesta nossa sociedade arcaica. Mas deficiente e na verdade,a ideia de rotular-nos pela nossa aparencia fisica, ou talvez pelo nosso comportamento(no caso dos que tem algum deficit mental). Hoje estou sem emprego, sem amigos(pasmem), ate mesmo sem o devido tratamento medico, devido em parte a ideia que, por eu ja estar apresentando sinais de deficit motor, considerarem que nao mereço a chance de, quem sabe, pelo menos levar uma vida mais digna. O pior e que, procurando pela internet, so se encontra denominacoes como DEFICIENTE, que com certeza, ofendem, magoam e machucam aqueles que nao podem evitar passar por isto. Lamento se o teor deste email e meio pesado, mas ate mesmo o titulo deste site me soa pejorativo. Por que sera?Recebei Esse email e com a permisão do Jorge estou colocando aqui no ForumBom , tenho mais uma pergunta.Gostaria de saber se existe um meio de me tornar pelo menos util em algo que ajude pessoas que estao passando as dificuldades que sabemos, sao muitas. Alguma instituição, algum lugar que eu possa desenvolver um trabalho de apoio para pessoas carentes, afinal de contas, eu tenho uma profissao, quem sabe eu possa ensinar o que sei fazer. [b:12a3fd6d78]So para constar, isto teria que ser em Curitiba(cidade onde moro).[/b:12a3fd6d78] E eu teria que conciliar as despesas com condução, afinal de contas estou desempregado e pago a tarifa dos coletivos. Por favor, se souber de algo nesta cidade que eu possa fazer, me avise. Ja nao aguento mais ficar sem fazer nada util. Ainda tenho boa parte de meus movimentos, apesar de nao ter mais muita força, o que nao me impede de desenvolver algum trabalho . Para acabar, relendo o meu email, acabei ficando com a impressao de ter lhe ofendido. Se vc se ofendeu, gostaria muito que me desculpasse. Neste momento preciso mais de um amigo que de um inimigoEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
:D Oi Paulo, tudo bem? Desculpe, mas fui responder rápido e confundi os remetentes. :oops: Já residi em NT há 13 anos atrás (antes de ter sofrido o acidente). Gosto muito de NT, cidade "menos confusa" que o Rio. Aí em Nt tem muitas atividades para pessoas "especiais" posta aí as atualidades. Valeu, abs, Claudete
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Outros Assuntos
  3. # 1
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
[size=10:a909babcad]Como disse Hamlet ""Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia." A "tudo que existe" damos um nome para identificá-lo e às pessoas que tem alguma limitação especial é dado o nome dEFICIENTE. Como bem escreveu o Jorge, aqui no nosso site foi destacado a letra "d" como minúscula, sobrelevando EFICIÊNCIA. A deficiência física, seja motora, visual ou auditiva (excetuando-se a mental), traz limitações para determinadas atividades mas não nos incapacita para outras. Assim como vc, o Jorge, eu, e muitos outros mais, nos aconteceu alguma limitação depois de já termos usufruido de uma vida comum, sem as limitações que passam aqueles que já nascem fora dos padrões comuns ou mesmo são afetados quando crianças. Eu sou médica veterinária, com dois cursos de pós-graduação e era pesquisadora, porque não dizer na maior empresa de pesquisa agropecuária brasileira, e violentamente há 10 anos, sofri um acidente automobilístico por total irresponsabilidade e incompetencia do condutor do outro veículo e fui aposentada por invalidez. Vi de repente a minha vida ruir, levei um tempo para acreditar que tudo aquilo não era um sonho, mas sim uma nova realidade, a qual eu teria que enfrentar, pois se o acidente não me tirou a vida, ainda tenho algo a terminar. Reuni forças interiores, que na maioria das vezes a gente nem sabe que tem, para reagir e continuar a minha vida pois de mim ainda dependiam três filhos no início da adolescencia. Estudei tanto, me especializei em uma área pouco desenvolvida no Brasil e ainda no auge da carreira profissional me vi excluída da minha profissão. A pergunta que todos nós fazemos: Porque isso? Não sei. Desisti de questionar. Como você mesmo disse, ainda pode ser útil em outras áreas, tem limitações, sim, para algumas atividades, mas tem competência para muitas outras coisas. Então meu amigo vai em em busca de algo para preencher o teu tempo, para não ficar perdido só em pensamentos. Existem muitas formas de sermos úteis, até mesmo neste "mundo digital". Ajuda ao próximo, tem muitos precisando, com muito mais limitações físicas e intelectuais. Eu não sou da sua cidade, não sei te informar no momento, mas com certeza existem muitas instituições precisando de voluntários para funções que vc pode exercer e esta troca será muito benéfica para você. Às vezes ter contato mais frequente com outras "pessoas especiais" é muito enriquecedor. Podemos encontrar pessoas dEFICIENTES, muito mais eficientes do que aqueles ditos "normais". Converse, leia, fique atento ao seu redor e você encontrará objetivos salutares. Curitiba é uma cidade grande, procurando, com certeza você vai encontrar um local que possa oferecer o atendimento médico que você necessita. No seu caso como indicou o Jorge tente manter a fisioterapia que é um apoio muito importante. E sempre que quiser estamos por aqui. Fique com Deus, abraços, Claudete[/size:a909babcad][/quote:a909babcad][color=blue:a909babcad][b:a909babcad]:lol: Oi ClaudeteEu sou Paulo e não Jorge. Moro em Niterói e um dia espero conhecê-la pessoalmente.Um virtual abraço,Paulo[/b:a909babcad][/color:a909babcad]
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Outros Assuntos
  3. # 2
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
[size=10:4725d39faa]Como disse Hamlet "Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia." A "tudo que existe" damos um nome para identificá-lo e às pessoas que tem alguma limitação especial é dado o nome dEFICIENTE. Como bem escreveu o [b:4725d39faa]Paulo[/b:4725d39faa], aqui no nosso site foi destacado a letra "d" como minúscula, sobrelevando EFICIÊNCIA. A deficiência física, seja motora, visual ou auditiva (excetuando-se a mental), traz limitações para determinadas atividades mas não nos incapacita para outras. Assim como vc, o [b:4725d39faa]Paulo[/b:4725d39faa], eu, e muitos outros mais, nos aconteceu alguma limitação depois de já termos usufruido de uma vida comum, sem as limitações que passam aqueles que já nascem fora dos padrões comuns ou mesmo são afetados quando crianças. Eu sou médica veterinária, com dois cursos de pós-graduação e era pesquisadora, porque não dizer na maior empresa de pesquisa agropecuária brasileira, e violentamente há 10 anos, sofri um acidente automobilístico por total irresponsabilidade e incompetencia do condutor do outro veículo e fui aposentada por invalidez. Vi de repente a minha vida ruir, levei um tempo para acreditar que tudo aquilo não era um sonho, mas sim uma nova realidade, a qual eu teria que enfrentar, pois se o acidente não me tirou a vida, ainda tenho algo a terminar. Reuni forças interiores, que na maioria das vezes a gente nem sabe que tem, para reagir e continuar a minha vida pois de mim ainda dependiam três filhos no início da adolescencia. Estudei tanto, me especializei em uma área pouco desenvolvida no Brasil e ainda no auge da carreira profissional me vi excluída da minha profissão. A pergunta que todos nós fazemos: Porque isso? Não sei. Desisti de questionar. Como você mesmo disse, ainda pode ser útil em outras áreas, tem limitações, sim, para algumas atividades, mas tem competência para muitas outras coisas. Então meu amigo vai em busca de algo para preencher o teu tempo, para não ficar perdido só em pensamentos. Existem muitas formas de sermos úteis, até mesmo neste "mundo digital". Ajuda ao próximo, tem muitos precisando, com muito mais limitações físicas e intelectuais. Eu não sou da sua cidade, não sei te informar no momento, mas com certeza existem muitas instituições precisando de voluntários para funções que vc pode exercer e esta troca será muito benéfica para você. Às vezes ter contato mais frequente com outras "pessoas especiais" é muito enriquecedor. Podemos encontrar pessoas dEFICIENTES, muito mais eficientes do que aqueles ditos "normais". Converse, leia, fique atento ao seu redor e você encontrará objetivos salutares. Curitiba é uma cidade grande, procurando, com certeza você vai encontrar um local que possa oferecer o atendimento médico que você necessita. No seu caso como indicou o Paulo tente manter a fisioterapia que é um apoio muito importante. E sempre que quiser estamos por aqui. Fique com Deus, abraços, Claudete[/size:4725d39faa]
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Outros Assuntos
  3. # 3
Resposta AceitaPending Moderation
0
Votos
Desfazer
:wink: A pergunta que eu vou fazer, apesar de estranha tem fundamento. Por que somos rotulados de deficientes? -Pode parecer estranho para quem esta de fora, mas eu era um cidadão produtivo, tinha meu emprego, trabalhava na mesma profissao a mais de 20 anos, tinha uma namorada, tinha uma vida. Depois que comecei a apresentar os sintomas (perda progressiva de movimentos no braço e perna esquerda), fui perdendo uma coisa atras da outra. Mas ainda sou (ou posso ser) produtivo. Nao perdi meu conhecimento sobre o que faço, mas comecei a sentir na pele o que todos referem como deficiente. Descobri que deficiente nao sou eu e nem milhares de outros que estao passando por dificuldades nesta nossa sociedade arcaica. Mas deficiente e na verdade,a ideia de rotular-nos pela nossa aparencia fisica, ou talvez pelo nosso comportamento(no caso dos que tem algum deficit mental). Hoje estou sem emprego, sem amigos(pasmem), ate mesmo sem o devido tratamento medico, devido em parte a ideia que, por eu ja estar apresentando sinais de deficit motor, considerarem que nao mereço a chance de, quem sabe, pelo menos levar uma vida mais digna. O pior e que, procurando pela internet, so se encontra denominacoes como DEFICIENTE, que com certeza, ofendem, magoam e machucam aqueles que nao podem evitar passar por isto. Lamento se o teor deste email e meio pesado, mas ate mesmo o titulo deste site me soa pejorativo. Por que sera?Recebei Esse email e com a permisão do Jorge estou colocando aqui no ForumBom , tenho mais uma pergunta.Gostaria de saber se existe um meio de me tornar pelo menos util em algo que ajude pessoas que estao passando as dificuldades que sabemos, sao muitas. Alguma instituição, algum lugar que eu possa desenvolver um trabalho de apoio para pessoas carentes, afinal de contas, eu tenho uma profissao, quem sabe eu possa ensinar o que sei fazer. [b:8e3cb231e0]So para constar, isto teria que ser em Curitiba(cidade onde moro).[/b:8e3cb231e0] E eu teria que conciliar as despesas com condução, afinal de contas estou desempregado e pago a tarifa dos coletivos. Por favor, se souber de algo nesta cidade que eu possa fazer, me avise. Ja nao aguento mais ficar sem fazer nada util. Ainda tenho boa parte de meus movimentos, apesar de nao ter mais muita força, o que nao me impede de desenvolver algum trabalho . Para acabar, relendo o meu email, acabei ficando com a impressao de ter lhe ofendido. Se vc se ofendeu, gostaria muito que me desculpasse. Neste momento preciso mais de um amigo que de um inimigoEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.[/quote:8e3cb231e0][b:8e3cb231e0][color=blue:8e3cb231e0] :lol: Oi Jorge,Nosso site destaca a eficiência da palavra, veja que se usa "d" minúsculo, portanto os mentores e mantenedores do site - ou sítio como se diz no Brasil sempre procuraram e procuram o lado eficiente dos nossos membros. Eu posso entender perfeitamente bem sua frustração com sua situação atual. Sou paranaense, porém moro em Niterói, sou aposentado por invalidez depois de longos 25 anos de dedicação à minha Empresa. Sou Engenheiro de Telecomunicações, e como você estou perdendo minha força nas pernas e um pouco nos braços, porém não me desanimo. Meus amigos verdadeiros permaneceram, porém os chamados colegas de trabalho se foram. Jorge não abandone a fisioterapia, é muito importante para nós. Espero que algum irmão paranaense leia seu e-mail e consiga para você um local para você continuar a ser EFICIENTE. Olha, eu também tenho todo o meu conhecimento de Engenharia intacto, portanto a Internet é um ótimo meio de continuarmos a ser úteis perante esta sociedade da qual fazemos parte. Use este nosso espaço digital para expressar seus pontos de vista, frustrações, etc... isto é bom. Porém nunca se isole - isto não leva a nada, somente à morte precoce. Se você tiver condições, compre um carro adaptado para permitir-lhe maior liberdade de ir e vir. Um grande abraço e fique com Deus. O amigo "virtual" que também nasceu no Paraná, Paulo[/color:8e3cb231e0][/b:8e3cb231e0]
Comentar
Não há comentários feitos ainda.
Adicionar comentário
  1. mais de um mês atrás
  2. Outros Assuntos
  3. # 4
  • Página :
  • 1


Não há respostas feitas para essa postagem ainda.
Seja um dos primeiros a responder a esta postagem!
Convidado
Sua Resposta
Você pode inserir enquetes na sua postagem. A enquete irá então aparecer na postagem.
Opções de Voto
Nesta seção você pode fornecer seus detalhes do site aqui e é visível apenas para os moderadores.
Compartilhar Localização

Compartilha a sua localização atual ao postar uma nova pergunta permitem que os visualizadores identifiquem o local onde você está localizado.

Latitude:
Longitude:
Captcha
Para protejer o site de bots e scripts não autorizados, nós solicitamos que você digite os códigos de captcha abaixo antes de publicar a sua pergunta.