Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O atendimento emergencial e investimentos de médio e longo prazo, nos bairros da Grande Cuiabá, principalmente às comunidades de maior carência, será definido com a participação direta das bases populares e organizações sociais. O compromisso foi firmado pelo ouvidor geral do Estado, Antonio Kato, nessa terça-feira (02.03), para o aprimoramento do Sistema de Gestão da OGE com a participação do movimento comunitário, durante reunião com o presidente da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros (Ucamb), Édio Martins de Souza, e o secretário de Assuntos Comunitários da Setecs, Benjamin Franklin Araújo.

Antônio Kato acredita que a Ouvidoria Geral, com a implantação do novo formato, tende a registrar maior eficiência no atendimento às demandas. “Aprendemos, na prática, que são os líderes comunitários que têm conhecimento dos problemas de cada bairro e de cada comunidade”, assinalou o ouvidor geral, ao lembrar que considera essencial a participação do movimento comunitário no cotidiano de cada órgão para êxito da OGE.

Na primeira etapa, a Ouvidoria vai treinar dez líderes comunitários para atuar nas regiões Norte, Sul, Leste e Oeste de Cuiabá. “É o líder comunitário quem realmente conhece os problemas de cada bairro, identificando ‘quem é quem’: conhece quem é o deficiente físico, quem é mãe solteira, quem é o desempregado, quem é o carente; enfim, as principais necessidades”, ponderou Édio Martins, diante do formado de Ouvidoria proposto por Kato.

O envolvimento das bases populares, segundo Kato, está elencada entre os desafios a serem desenvolvidos neste ano. A Ouvidoria, com apoio dos comunitários, facilitará o acesso às comunidades por diferentes canais.

Kato explica que os comunitários serão canais a serviço da sociedade e dos servidores, lembrando que o órgão existe para auxiliar e não fiscalizar. E é por isso que está sendo regularizada a ouvidoria setorial.

O ouvidor da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), delegado da Polícia Civil Márcio Dias Cambahuba, destacou que o envolvimento das bases populares é um caminho sem volta. Márcio Cambahuba recordou que, desde 2007, a Segurança Pública conta com as Bases Comunitárias de Seguranças em Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis, funcionando sob o comando da Coordenaria de Polícia Comunitária, em comum acordo com a Ouvidoria da Sejusp.

A primeira equipe de comunitários inseridas no treinamento conta com os líderes comunitários das quatro regiões da Capital: José Maurício Pereira (Sul), Isara Soares (Norte), Jonail da Costa (Oeste), Deumacy Freitas (Leste), Paulo Pereira Sardinha (Sul), Rubens Conceição (Oeste), Jurandi Jesus Vieira (Leste), Vanderlei Rocha Ananias Buda (Norte), Benedito Guimarães Caldas (Leste) e Odenil Jarcem (Oeste).

Ouvidoria

A OGE/MT fica no Palácio Paiaguás, no Centro Político Administrativo (CPA), CEP: 78050-970 e os telefones de contato são (65) 3613 - 4620/Fax: (65) 3613 - 4623 ou ainda no 0800 647 1520. O cidadão interessado também pode fazer contato com o serviço por meio de carta-resposta, gratuitamente, nos Correios, pelo formulário Fala Cidadão no site (www.ouvidoria.mt.gov.br) e pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Ou ainda, em cada um dos órgãos estaduais que conta com o serviço.

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo