Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

defO vereador Albino Mendes (PR) quer estender o benefício das academias ao ar livre a um maior número de pessoas em Dourados, incluindo portadores de deficiências físicas, visuais e cadeirantes nesse projeto que se espalha pelo Brasil. Em indicação ao prefeito Murilo Zauith e secretarias competentes, ele sugeriu a instalação dos equipamentos em pontos estratégicos como praças, Cepers e postos de saúde da cidade.


Vereador Albino Mendes também defende a inclusão digital das pessoas idosas - Foto – Eder Gonçalves

“Iniciativas como academias ao ar livre para a comunidade e para a terceira idade estão por toda parte, mas um grupo está excluído: o dos deficientes físicos, visuais e cadeirantes. É necessário que estes também façam parte deste grupo, e tenham um espaço apropriado, podendo tirar proveito da atividade física que tantos benefícios trazem para a saúde”, defende o vereador.

“Sabemos que as academias são ferramentas que contribuem para prevenção dos mais diversos males. Quando incentivamos a pessoa a sair do sedentarismo, a iniciar uma atividade física e melhorar sua alimentação, estamos trabalhando para que ela fique menos doente”, justifica, lembrando que outro objetivo desse novo espaço é promover maior socialização do deficiente físico.

“Muitas vezes, o cadeirante é prisioneiro em sua própria casa. Não sai porque os acessos são difíceis e porque não encontra local onde possa se sentir inserido como qualquer outra pessoa”, diz, lembrando que desde junho de 2009 está em vigor a Lei nº 11.928, que obriga parques públicos e privados a adaptar 5% dos brinquedos e equipamentos e identificá-los para utilização de usuários com deficiência.

Idosos

Outra sugestão do vereador Albino Mendes ao prefeito Murilo e sua equipe é a implantação do Espaço de Convivência Digital para o Idoso. “Ter acesso ao computador, mexer nos programas, navegar pela Internet e pelos sites pode ser algo ainda distante da realidade de muitos idosos. Pensando nisso, estamos indicando para as autoridades competentes, a criação do Espaço de Convivência Digital para o Idoso”, explica.

Albino entende que esta iniciativa possibilitaria oferecer cursos gratuitos de informática básica para pessoas com mais de 60 anos, proporcionando aos idosos a interação com o mundo virtual e com alguns aplicativos da vida moderna. “Esse projeto proporcionará aos idosos o contato com uma série de informações que até então, muitos talvez, não tenham acesso; além de ajudar para que realizem algumas tarefas que exigem esse tipo de conhecimento, como os serviços de banco, por exemplo”, diz Albino.

Comentários (0)

Classificado 0 em 5 com base em 0 votos
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixe seus comentários

  1. Publicar comentário como convidado.
Rate this post:
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhe sua localização
Digite o texto apresentado na imagem abaixo